top of page

PROGRAMA

AF_MANCHAS GRAFICAS-04.png

FUNDAMENTAL

anual (4 semestres)

O Fundamental é um curso de formação com duração de dois anos que tem como objetivo oferecer uma base sólida para a compreensão e o desenvolvimento da joalheria contemporânea.  O aluno terá acesso a excelentes professores e conteúdo, além da oportunidade de encontrar e firmar sua própria identidade no trabalho, enquanto aprende a fazer escolhas através de experimentação e pesquisa, sempre sob orientação da equipe.

online - segunda a quinta das 9h às 12h.

presencial – 3 horas semanais em uma escola parceira

valor: 24x R$1.800,00*

 

*Incluso aulas de técnicas de joalheria nas escolas parceiras

DISCIPLINAS AVULSAS

semestral

Promovemos a possibilidade do aluno ter uma formação pontual, uma modalidade para quem procura complementar sua formação na joalheria ou em outras áreas, compondo as disciplinas do programa fundamental de acordo com interesses, disponibilidades e ritmos pessoais.

 

online - segunda a quinta das 9h às 12h.

opção de uma ou mais disciplinas dos cursos fundamental I e II

5x R$420,00 (cada disciplina)

Obs.: Projeto é necessário que o aluno esteja matriculado em no mínimo uma disciplina dos cursos disponíveis no fundamental.

Inscrição
Inscrição

O Programa Fundamental conta com uma Avaliação Bimestral, com parecer de cada disciplina e uma Avaliação Semestral com apresentação para uma banca de professores; terá um breve parecer de todos e uma conclusão final.

*(feriados: 20, 21 e 22 de fevereiro, 07 e 21 de abril, 08 de junho)

PROGRAMA PRIMEIRO SEMESTRE 2023

FUNDAMENTAL

primeiro semestre

(06 de fevereiro – 30 de junho 2023)

9H ÀS 12H

 

SEGUNDA-FEIRA:

História da Joalheria - Marta Costa Reis

Exploração de Materiais I - Nicole Uurbanus

 

TERÇA-FEIRA:

Corpo I - Elizabeth Franco

Desenho - Guilherme Dable

 

QUARTA-FEIRA:

Cultura Brasileira I - Ana Videla

QUINTA-FEIRA:

Projeto I - Renata Porto

 

SEXTA-FEIRA:

Técnicas de Joalheria I - Escolas Parceiras

FUNDAMENTAL

segundo semestre

(06 de fevereiro – 30 de junho 2023)

9H ÀS 12H

SEGUNDA-FEIRA:

Sustentabilidade - Barão Di Sarno/Rodrigo Travitzki/Vitor Barão

Cultura Brasileira II - Raul Lody

 

TERÇA-FEIRA:

Arte Contemporânea

Exploração de Materiais II - Miriam Andraus Pappalardo

 

QUARTA-FEIRA:

Joalheria Contemporânea I - Áurea Praga

Técnicas de Fundição - Renata Porto

 

QUINTA-FEIRA:

Projeto II - Nicole Uurbanus

 

SEXTA-FEIRA:

Técnicas de joalheria II - Escolas Parceiras

TERCEIRO SEMESTRE

(07 de agosto – 15 de dezembro 2023)*

segunda-feira:

Joalheria Contemporânea II - Cristina Filipe

        Escrita - Cris Lisbôa

 

terça-feira:

Projeto III - Nicole Uurbanus e Renata Porto

 

quarta-feira

Cultura brasileira III  -

Gemologia

 

quinta-feira

Arte contemporânea -

        Gravura/bordado - Nara Amélia Melo da Silva

 

sexta-feira

Técnicas de Joalheria III/Escolas parceiras

 

*(feriados: 07 de setembro, 12 de outubro, 02 e 15 de novembro)

SÚMULAS

PRIMEIRO SEMESTRE

WhatsApp Image 2022-05-17 at 16.18_edited.jpg

História da Joalheria

Marta Costa Reis

segunda-feira (9:00-10:30)

A joalheria existe desde os primórdios da humanidade e, no entanto, em comparação com as outras artes, é pouco estudada. Todos sabemos o que é uma joia, ou pelos menos todos temos uma imagem de joias, que, na verdade, pode não corresponder aos trabalhos mais contemporâneos dos artistas joalheiros da
atualidade.

A abordagem tradicional foca as joias de materiais preciosos, de aparato, e muito do que sabemos sobre as culturas mais antigas vem de
informação de joias encontradas em sepulcros.
Mas de que falamos quando falamos de joia? O que é a joalheria contemporânea?
Esta disciplina não pretende dar respostas, mas antes dar alguma informação para pensar nas perguntas. A joalheria contemporânea, ainda que tendo feito cortes radicais com a tradição, situa-se numa continuidade da história que não podemos ignorar e que qualquer artista-joalheiro deve conhecer.
Iremos percorrer a história da joalheria desde os seus primórdios, parando no alvor da contemporaneidade, que será assunto de uma outra disciplina. Desde as primeiras conchas furadas encontradas em jazidas arqueológicas até ao início do século XX, procuraremos ver a continuidade mas também as diferenças nas joias e na relação da humanidade com elas, as funções que cumprem, a relação com o corpo e, sobretudo, mostrar muitas peças, criando um registro iconográfico que nos inspire e nos ajude nos nossos trabalhos.

Nicole Uurbanus

segunda-feira (10:30 - 12:00)

Exploração de Materiais I

Um dos assuntos mais discutidos, analisados, questionados e experimentados é o material usado na joalheria contemporânea.  Enquanto para uns se torna o ponto de partida do processo criativo, o próprio conceito, para outros é um caminho de descobertas e encantamentos.

Para nós, é uma base essencial para que os trabalhos sejam desenvolvidos com conteúdo, além de ser de uma riqueza ímpar.

Neste curso discutiremos os materiais a partir de diversos pontos de vista para que os alunos possam fazer escolhas conscientes e entender o porquê das suas opções.  Passaremos pela experimentação e pesquisa com exercícios e peças, para que esta maneira de trabalhar possa se tornar um hábito para os projetos de cada um.  

Com referências do antropólogo Tim Ingold, aprenderemos a respeitar o material que passa por nossas mãos para ser transformado.  Falaremos sobre o processo criativo discutido por Cecília Salles, e de que maneira o fazer se faz presente.

Vamos entender a riqueza que temos nas mãos, literalmente.  

Sou um parágrafo. Clique aqui para adicionar e editar seu próprio texto. É fácil.

Elizabeth Franco

terça-feira (9:00 - 10:30)

Corpo I

Corpo I pretende oferecer uma visão panorâmica das principais noções instrumentais desenvolvidas por Michel Foucault sobre o corpo e a constituição do sujeito moderno, ferramentas básicas para auxiliar na reflexão sobre os corpos contemporâneos. A partir da leitura coletiva de textos sugeridos buscaremos identificar e discutir as questões básicas que fundamentam a complexa problemática da constituição do corpo/sujeito moderno.

Alguns pontos que serão abordados:

- O corpo não existe em estado natural.

- O corpo como uma invenção teórica recente.

- Investigar as relações que historicamente se estabelecem entre sujeito, corpo e verdade.

- Tentar tornar visível nossa incapacidade de enxergar as estruturas e dinâmicas do nosso próprio modo de viver.

- O que interessa afinal? Subjetividades e processos de subjetivação.

- Construir novas formas de pensar, bem como destruir velhas certezas – ou ilusões confortadoras.

- Por que somos do jeito que somos e não de outro modo?

- Quem somos nós com nossas ornamentações corporais?

Desenho

Guilherme Dable

terça-feira (10:30 -12:00)

A disciplina irá abordar aspectos do desenho enquanto linguagem, de modo teórico-prático. Através de aulas expositivas e exercícios, serão abordadas questões relativas à construção de imagens, aspectos formais e conceituais do desenho, com ênfase na produção artística moderna e contemporânea. Os exercícios terão abordagem processual, visando instrumentalizar procedimentos para o desenvolvimento da percepção e do repertório gráfico dos alunos, bem como apurar a capacidade de leitura e reflexão sobre as imagens.

Apesar de ser uma disciplina focada em uma práxis visual, o entrecruzamento de linguagens terá destaque. Autores como Cesar Aira, Italo Calvino, Jorge Luis Borges serão alguns dos mencionados em aula, com textos específicos indicados. No campo da arte, Rosalind Krauss, Alberto Tassinari, John Berger, William Kentridge, entre outros, estarão entre as leituras.

Algures Celebração 02-11-22 broche 1 0393.jpg

Ana Videla

quarta-feira (10:30 - 12:00)

Cultura Brasileira I

Apresentar diferentes formas de percepção do mundo através das histórias de comunidades que permaneceram à margem da história central da constituição da nação brasileira. Dessa forma, ao resgatar essas histórias destacamos dois objetivos: de um lado propomos uma aproximação com outros saberes e outras formas de estar no mundo e, de outro, rompemos com a lógica da narrativa dominante e que se propõe a ser a única a ter acesso à realidade. Ao analisarmos as formulações destes diferentes grupos que constituem o Brasil, através dos mitos, produção de objetos, rituais e imagens, poderemos compreender o entendimento de outras cosmovisões, diferentes do pensamento predominante.

De maneira suplementar, analisaremos os objetos, alguns associados ao corpo, que façam parte da constituição do sujeito em organizações sociais brasileiras. Os objetos associados ao corpo estão em sintonia com a formação histórica e com a compreensão do que é viver em coletividade. Neste sentido, a estética compõe a vida e nos informa sobre outras dimensões da vida em sociedade da qual ela faz parte. Quer dizer, toda comunidade produz um estilo de ser, no qual reflete um estilo de gostar e de não gostar. O que é produzido pela comunidade, como objetos, imagens, gestos etc., carrega o pensamento da comunidade.

AF_MANCHAS GRAFICAS-03.png

Projeto I

 Renata Porto

quinta-feira (9:00 - 10:30)

As aulas de projeto serão conduzidas visando compreender o processo de investigação e de criação. O aluno será sempre estimulado a construir dentro das áreas de interesse que venha a descobrir e aprofundar.

Teremos aulas de projeto em todos os semestres, passando por diferentes etapas e desafios.

Ao longo do primeiro semestre serão propostos exercícios com referência aos assuntos abordados nas diferentes disciplinas, inclusive as técnicas de joalheria aplicadas através das escolas parceiras. Traremos conteúdos e experimentações para desenvolver um olhar mais crítico e um trabalho coeso.

Exploraremos as possibilidades do nosso tema central do semestre.

Sou um parágrafo. Clique aqui para adicionar e editar seu próprio texto. É fácil.

SEGUNDO SEMESTRE

Sustentabilidade

Barão Di Sarno - Rodrigo Travitzki - Vitor Barão

segunda-feira (9:00 - 10:30)

O curso tem como objetivo fornecer subsídios teóricos e práticos para uma atuação profissional crítica e responsável do ponto de vista socioambiental, assim como propiciar espaço de debate sobre o tema, a partir das demandas da turma. Será ministrado por três professores com diferentes formações e experiências, buscando traçar um panorama amplo e multidisciplinar da sustentabilidade no contexto da joalheria contemporânea. Serão discutidos temas como extração, cadeia produtiva e reciclabilidade de diferentes materiais, impactos ambientais da mineração no Brasil, uso racional de recursos na joalheria, produção em pequena e larga escala, além de aspectos éticos, sociais e econômicos. Ao longo do curso, os alunos serão convidados a refletir sobre seus projetos em andamento, buscando incorporar princípios de sustentabilidade em sua prática profissional.

Raul Lody

segunda-feira (10:30 - 12:00)

Cultura Brasileira II

Áfricas plurais: imagens, imaginações, multiculturalidades diaspóricas nas culturas brasileiras.

O Brasil fora do continente africano é o país que reúne a maior afrodescendência no mundo. E isso se liga aos sentidos antropológicos que fundamentam os sentidos estéticos que dominam as bases e a missão do curso.

O corpo veste símbolos, materiais, cores, texturas e volumes. O corpo usa desenhos que mostram e atestam a natureza, o tempo, a civilização, as técnicas, a religiosidade; e os muitos e diferentes papéis sociais dos indivíduos.

Sem dúvida, o corpo é um dos mais importantes suportes para se manifestar identidade, memória e pertencimento a uma história, a um povo, a uma civilização.

Criar e transgredir modelos; reinventar e adaptar o que se convencionou chamar de roupa, traje, indumentária; e seus variados acessórios que interagem com o que se pode chamar de imaginários do corpo enquanto modos culturais de se comunicar e de se individualizar. Assim, interpretar na pluralidade e na diversidade um entendimento de que o corpo nu está vestido. As leituras antropológicas ampliam conceitos sobre o corpo-suporte. O uso de expressões das chamadas artes corporais que assumem o mais completo significado de vestir.

Nesse âmbito, interpretar as escarificações, as tatuagens, as pinturas, os penteados, as joias e demais intervenções estéticas. Tudo promove olhares e sentimentos complexos e plurais sobre corpo representado no contexto brasileiro. E assim, trazer multiculturalidade e as matrizes étnicas formadoras do imaginário nacional. Destaque para os ibero-lusitanos, povos que tiveram transculturações com africanos do Magrebe; sobre as formações recebidas das áreas do golfo do Benin (Costa Ocidental); de um acervo multiétnico da África subsaariana, da África oriental e da África centro-austral.

Um curso repleto de imagens, textos e interpretações, da diversidade e da complexidade das nossas culturas.

Arte Contemporânea

Romy Pocztaruk

terça-feira (9:00 - 10:30)

A disciplina tem como objetivo abordar as diversas possibilidades da arte contemporânea no que se refere às relações entre a prática artística e a reflexão teórica e crítica através da apresentação de diferentes artistas de múltiplas áreas tais como arte, música, cinema e joalheria. Serão levantados questionamentos teóricos e práticos visando aprofundar o conhecimento e a reflexão através de obras realizadas  partir dos anos 60, chegando nos dias atuais. Também serão analisadas propostas curatoriais, modos de exposição, museificação e recepção da arte, bem como a dimensão crítico-discursiva que determina os sentidos e formas de compreensão da produção contemporânea.

WhatsApp Image 2022-05-17 at 16.43_edited.jpg

 Miriam Pappalardo

terça-feira (10:30 - 12:00)

Exploração de Materiais II

O uso e a escolha do material, no contexto da joalheria contemporânea, é tão significativa quanto estrutural e acontece em comunhão com todo processo de concepção de cada obra. Pode ser descoberto ao longo do desenvolvimento do trabalho, pode se revelar durante a realização de uma peça específica, ou ainda enquanto pesquisa, surgir ao acaso, previamente ou como ponto de partida, intencionalmente ou por acidente, como pode também ser o próprio tema em si. 

Esta disciplina propõe abordar materiais e procedimentos, através de discussões e atividades práticas e investigativas, refletindo sobre matéria e materialidade de forma técnica, experimental e crítica. A partir da observação do próprio trabalho, com labor meticuloso e detalhista, comprometido, concentrado e atento, podemos desenvolver métodos, criar rotinas, reconhecer traços e construir um jeito próprio de fazer.

Joalheria Contemporânea I

 Áurea Praga

quarta-feira (9:00 - 10:30)

Os conteúdos reunidos neste curso são pontos de partida para várias reflexões sobre temas relacionados com a área da Joalharia Contemporânea, passando pela investigação de terminologia, contextualização internacional e análise de obras de autores fundamentais. Os participantes deverão igualmente adquirir competências que lhes permitam compreender o universo da Joalharia Contemporânea como resultado de um percurso cronológico, ao longo do qual foram surgindo necessidades e questões que conduziram a prática da joalharia para diversas direções. Objetiva-se para os participantes a construção de um discurso crítico acerca do contexto diversificado da Joalharia Contemporânea. Também se procurará desenvolver em cada um a consciencialização da distinção entre as diversas categorias da área alargada da Joalharia, no que diz respeito a abordagens, objetivos e funções. No final do curso, terão mais ferramentas para compreender como situar o seu próprio trabalho no contexto alargado da Joalharia e seus principais eventos.

Técnicas de fundição

 Renata Porto

quarta-feira (10:30 - 12:00)

Na joalheria a fundição se faz muito presente. Ela tem início entre os anos de 8000ac e 3000ac, com o cobre, primeiro metal a ser fundido pelo homem, tomando uma importância ainda maior na idade do bronze quando surgem as ligas de metais e assim vai nos seguindo ao longo de nossa evolução.
Vemos hoje diferentes maneiras de se fundir um metal para diversas finalidades, desde formas mais primitivas até as mais tecnológicas.
Neste semestre elegemos algumas técnicas de fundição usadas na joalheria que iremos abordar e experimentar. Determinados processos serão ilustrados para ajudar a compreender o comportamento do metal e suas possibilidades, enquanto outras técnicas irão permitir o aluno a desenvolver peças em seu espaço de trabalho.
Será uma disciplina com aulas práticas, com vídeos e imagens, algumas previamente preparadas e outras online, para que se permita ver e entender o que acontece em cada etapa. Faremos constantes exercícios para que o aluno possa explorar e se deparar com possíveis percursos e despertar novos interesses.

 Nicole Uurbanus

quinta-feira (10:30 - 12:00)

Projeto II

Este semestre daremos continuidade ao trabalho que foi iniciado no Projeto I, trazendo cada vez mais o conteúdo das disciplinas do Fundamental, através de propostas, provocações e discussões, enquanto focalizamos nos vários aspectos da joalheria contemporânea.   Na medida em que o aluno se aprofunda no processo, entendendo a importância das escolhas, dos erros e acertos, construirá uma base de referência que servirá de apoio para toda sua vida profissional.   

Abordaremos a transformação de ideias e materiais; o que e porque; o desenvolvimento de um tema de sua maneira e entender o que comunica; a importância de saber falar sobre o trabalho, argumentar, apresentar. Continuaremos nesta busca, individual e em grupo, da definição da identidade de cada um na joalheria, traduzida em peças.

Screen Shot 2022-11-14 at 5.58.55 PM.png
bottom of page